Últimas Notícias
recent

Sites aproximando os usuários

Basta apenas fazer o login e colocar a sua senha e um novo mundo de pessoas, diferentes entre sí estarão online. É a sociedade na tela do seu computador.

Com a evolução da internet a cada ano, novas maneiras de se comunicar começaram a aparecer e, como o ser humano é muito comunicativo, os sites de relacionamentos estão ganhando espaço nessa mídia e há mais de 20 milhões de usuários espalhados nos mais diversos tipo de sites. Nas regiões sul, sudeste e nordeste, são onde há mais população conectada, e a maioria fica entre os 18 a 35 anos. Uma pessoa poderá ter vários ‘logins’ (nome chamado para se identificar antes de entrar na sua conta, junto com a senha), sendo um para cada tipo de site de relacionamento. Há uma diversidade entre as forma de se relacionar, e cada um agrada a seu público alvo: homens, mulheres, público GLS etc.

Um dos sites de relacionamentos mais conhecidos é o orkut.com. Além de ser gratuito, possibilita achar pessoas de qualquer parte do Brasil e do mundo e também têm várias ferramentas que se pode utilizar. Antes era apenas de amigo para amigo, pois teria que ser convidado para fazer o cadastro no site, já hoje a liberdade é maior e, por causa disso, há vários perfis ‘fakes’ (falso) que podem prejudicar a vida de pessoas anônimas e famosas. O Orkut é um site do grupo Google que também possui o You Tube, é mais utilizado para postar vídeos podendo compartilhar entre os dois sites, pois no Orkut os vídeos só podem ser postados se forem cadastrados no You Tube.

Há pouco tempo surgiu o Novo Orkut, que voltou a ser com convite, pois terá que um amigo chamar o outro para fazer parte desse novo processo de cadastramento. Mas é limitado a cada pessoa, são cerca de 10 convites por vez. E muita gente está querendo.

A conexão entre pessoas vai muito longe, pois esses sites possibilitam a interação de diversas etnias, mas não há um contato maior. Apesar de vídeo, fotos, recados, só se conhecem virtualmente, a prática, porém, fica para uma oportunidade quando as duas pessoas (ou um grupo) forem se encontrar. Pessoas que se conhecem pelos sites, se forem da mesma cidade, marcam de se encontrar e podem acabar até namorando. Ou se decepcionam, ou até mesmo viram grandes ‘amigos de infância’. Isso é uma integração que poucos vão poder se conhecer, pois querendo ou não, a sociedade se baseia pela aparência. Em uma festa, por exemplo, dificilmente você não vai chegar à pessoa (fazer amizade, ou não) já conversando, fazendo perguntas que, no começo pode ser estranho, a timidez é uma causa desse dilema.


Em alguns sites, a pessoa não precisa ter uma foto, para começar a conversa, criando o perfil, onde são colocadas as informações básicas (como eu sou? porque estou aqui?, etc) os usuários vão se identificando.

Um site que é muito acessado pelo público GLS é o disponível.com um site de relacionamento tanto homo como hétero. Há opções para você escolher. Ao fazer uma entrevista com o usuário do site, B.R., de 21 anos, ele se declara muito sigiloso. Apesar de ser assumido, gosta de preservar a sua imagem.

“Tento ao máximo não me expor! Coloco coisas que são meus desejos, minhas vontades. Na questão de fotos, procuro ser o mais discreto possível, não por medo, mas sim para manter minha imagem.”

Os relacionamentos gays são mais utilizados pelas pessoas que não são assumidos que ‘vivem no armário’. Ser discreto ou não, é mais uma forma de conhecer pessoas que, como ele, vive em um dilema. Fazer amizade com alguém que seja do mesmo público é uma forma de se integrar na sociedade seja homo ou hétero.

É uma vida virtual, que poderá escolher com quem conversar, para quem mostrar fotos, com quem se relacionar, isso tudo é muito próprio das pessoas, como em sua vida real, você não quer ter problema, com alguém, simples pode bloquear, ou excluir, ignorar. Em geral os sites servem tanto para um bate papo, como também trocar informações através de fotos ou vídeos.

Um dos sites mais novos e que está fazendo sucesso no Brasil é o twitter.com. Não há uma versão em português, mas com o jeitinho brasileiro tudo é mais fácil. Ele é prático, você segue alguém e alguém segue você. Pelas informações que vão postando a pessoa que segue você sabe, em tempo real, o que está fazendo, ou se vai para algum lugar. Além disso, são postados recados, alguma informação útil; você, mesmo não assistindo ao jogo da seleção brasileira, há pessoa que vai postando ‘tweets’ e quem segue ele, fica sabendo de tudo.

O aluno de publicidade e propaganda do Unirondon Paulo Victor, é um usuário diário do site Twitter, mas ele não se expõe, em relação ao site é mais para “ficar informado sobre assuntos referentes à comunicação, marketing, agências de publicidade, etc”.

Um dos sites mais novos e que está fazendo sucesso no Brasil é o twitter.com. Não há uma versão em português, mas com o jeitinho brasileiro tudo é mais fácil. Ele é prático, você segue alguém e alguém segue você. Pelas informações que vão postando a pessoa que segue você sabe, em tempo real, o que está fazendo, ou se vai para algum lugar. Além disso, são postados recados, alguma informação útil; você, mesmo não assistindo ao jogo da seleção brasileira, há pessoa que vai postando ‘tweets’ e quem segue ele, fica sabendo de tudo.

O aluno de publicidade e propaganda do Unirondon Paulo Victor, é um usuário diário do site Twitter, mas ele não se expõe, em relação ao site é mais para “ficar informado sobre assuntos referentes à comunicação, marketing, agências de publicidade, etc”.

Diferentes dos outros, o Twitter é mais pessoal, pois não há, ou quase não, fake’s (falsos perfis) de pessoas, geralmente famosas, pois a mídia está em cima, e quando são falsos, espalham-se a acaba se excluindo. Pessoas como Willian Bonner, Luciano Huck, Flavio Fachel, Ivete Sangalo, dentro outros, são frequentadores e há muito seguidores, pois como é o caso do apresentador chefe do Jornal Nacional, eles dão dicas, de como escrever bem.

A preferência pela tecnologia

Uma pesquisa feita pelo IBOPE Mídia ‘desvenda hábitos de consumo de mídia na era da convergência’ traz em números a realizada da vasta quantidade de informação. Na lista de itens mais importantes no dia-a-dia figuram como prioridade a televisão com 77%, o telefone celular com 70%, o computador com acesso a internet com 58% e o rádio com 46%.

De acordo com o Conectmídia: Hábitos de consumo de mídia na era da convergência, os relacionamentos pessoais são cada vez mais importantes na era da convergência e as redes sócias são plataformas de grande expressão: 45% das pessoas acreditam que elas já fazem parte da rotina. Este índice sobe para 72% entre os jovens de 18 a 24 anos e 49% do público masculino.

A preferência pelos relacionamentos virtuais em relação aos interpessoais é realidade para 16% dos consumidores que concordam com a questão “Prefiro falar com meus amigos/ família/ colegas de trabalho por computador a falar pessoalmente”. Junto ao público jovem entre 10 a 17 anos, este índice é de 29% e dois terços deles utilizam regularmente serviços de mensagens instantâneas.

A Era da tecnologia está cada vez mais próximo do público e a cada dia mais inovações estão surgindo, celulares, computadores, tecnologia 3G, conteúdo de internet evoluindo junto com o seu público alvo diferenciado.

João Alves

João Alves

Um comentário:

Juliana Sphynx disse...

Espero que o novo orkut sirva de "peneira" para alguns usuários inativos desaparecerem e dificulte um pouco o surgimento de novos fakes (por ser convite ainda tem gente pedindo e esgotando os de pessoas mal intencionadas).

O grande problema é que o orkut já começou com convites e terminou como está...

Infelizmente não há uma forma muito eficaz de controlar os abusos da internet, pois até em sites que exigem CPF as pessoas conseguem números falsos ou mesmo comercializam pirataria na maior "cara de pau" (nem preciso citar os sites em que isto ocorre).

Ai me pergunto: quando as leis serão mais duras em relação a esta "terra de ninguem"?

Tecnologia do Blogger.