Últimas Notícias
recent

Série: Festas tradicionais em Mato Grosso - parte 3

Na última parte da Série de reportagens que fala das festas que tem tradição no Estado de Mato Grosso, vamos falar sobre duas cidades do interior, mas que tem a vocação de atrair diversas pessoas para as festas populares. Estamos falando de Vila Bela da Santíssima Trindade e Guiratinga.

Vila Bela da Santíssima Trindade

Festas tradicionais são o que não faltam em Mato Grosso, e são trazidas de diversas partes do mundo. Em Vila Bela da Santíssima Trindade a população dança na Festa do Congado, conhecida na região, a Dança do Chorado e a Dança do Congo, originárias da África. Conhecida na região a mais de 300 anos, são momentos marcantes em que toda a população participa e se emociona ao executar tais símbolos. 

A Dança do Chorado é feita somente de mulheres, podem ser de todas as idades, elas demonstram as suas habilidades equilibrando garrafas de bebidas sobre suas próprias cabeças. Inspirados nas negras escravas que usavam dessa artimanha para fazer com que os feitores relaxassem as penas aplicadas aos homens no tronco.

 Já a Dança do Congo é bem mais antiga do que a anterior, nela é encenado uma batalha entre dois reinos africanos, disputando a mão da princesa negra. A história conta que um embaixador de um reino estrangeiro é enviado para pedir a mão da princesa. Mas com a negação do rei começa uma guerra, em que os homens são vestidos com roupas coloridas e ao punho uma espada. A peça teatral da batalha percorre pelas ruas da cidade.

Guiratinga

Na cidade de Guiratinga, tem o carnaval que é considerado o mais verdadeiro da região, em relação às raízes do povo brasileiro. O som dos tambores e gritos que fazem com que os blocos Caretas e Sujos sejam tradição, estando desde a década de 30 movimentando as ruas da cidade. Têm em sua identidade marcante as máscaras, que são confeccionadas em moldes de argilas e feitas com massa de papel picado.

Crianças, adultos, homens e mulheres participam dessa grande festa, que acontece duas vezes ao ano, o primeiro no carnaval e o segundo no aniversário da cidade, em que as máscaras voltam para a rua e começa toda a alegria. Esperando o próximo ano para serem feitas, de outras formas, as caretas que alegraram pessoas de toda parte da região. 

São essas e outras festas que torna Mato Grosso rico em tradição cultural, que faz com que a população de outras cidades, principalmente da capital, ir até o interior para descobrir essas belezas regionais que encantam a todos. A tradição faz parte do Estado e com ela muito respeito das suas origens.
João Alves

João Alves

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.