Últimas Notícias
recent

Série: Cuiabá 294 anos, do início ao ápice do desenvolvimento - parte 2

Na segunda metade do século XIX, com o fim da Guerra do Paraguai e a livre negociação, a cidade ganha força com obras de infra-estrutura e equipamentos urbanos. A economia de Cuiabá somente se desenvolveu após a guerra, quando as navegações voltavam pelos rios Paraguai, Cuiabá e Paraná.


Como polo avançado no interior brasileiro, centraliza uma região que passa a ter expressiva produção agroindustrial açucareira e intensa produção extrativa, em especial de poaia e de seringa, mas em 1930 a cidade ficou novamente estagnada. No século XX, a ligação rodoviária com São Paulo e Goiás e a aviação comercial, a partir de 1940, trouxeram o desenvolvimento da Capital.

O grande marco de crescimento tem início entre 1970 e 1980 a cidade voltou a crescer com serviços e infraestrutura. , quando o Governo Federal inicia um programa de povoamento do interior do País, oferecendo vantagens para os interessados. Em cinco anos, de 1970 a 1975, a população passou de 83 mil para 127 mil pessoas. Hoje, de acordo com o censo do IBGE, publicado em 2004, a Capital de Mato Grosso tem 524 mil habitantes. O agronegócio se expandiu fortemente e a partir daí a cidade passa a se modernizar e a se industrializar. A partir de 1990, o turismo começou a ser fonte de renda e a cidade passou novamente a crescer.




Localizada a uma altitude de 165 metros, a Capital possui uma área de 3.984,9 km2, com um clima tropical úmido no verão (dezembro a fevereiro) e seco no inverno (junho a agosto). A temperatura máxima, nos dias mais quentes, fica em torno de 45ºC. A mínima varia entre 12 e 14ºC. O município divide águas das Bacias: Amazônica e Platina. Entre os principais rios dessas redes hidrográficas estão o Cuiabá e o das Mortes.

O desenvolvimento pleno do principal município mato-grossense ocorreu no final do século seguinte, com a transferência da capital federal para o Centro-Oeste e o crescimento do agronegócio na região. Cuiabá se prepara para viver outro grande surto de crescimento, com a implantação de vários megaprojetos, entre eles, a ligação ferroviária com o Porto de Santos, a conclusão e pavimentação da rodovia Cuiabá-Santarém, a BR-163, a saída rodoviária para o Oceano Pacífico, a hidrovia do Paraguai, a Usina de Manso, a Termoelétrica e o Gasoduto.

Hoje, Cuiabá está em transformação, há cinco anos atrás foi escolhida para ser uma das subsede da Copa do Mundo de 2014, a partir daí começou a transformação na cidade. Novos viadutos, trincheiras, hotéis, prédios, residências, empresas, reforma do aeroporto, duplicação de estradas, enfim, muitas novas estruturas mudarão a paisagem da capital. É só esperar para ver a mudança, e ter a certeza do desenvolvimento da cidade aos aplausos do mundo.

Confira algumas fotos:





Se você gostou desse post, clica nas publicidades ao lado. Obrigado!
João Alves

João Alves

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.