Últimas Notícias
recent

Facebook completa 10 anos; veja a evolução da rede social

Com mais de 1,19 bilhão de usuários em todo o mundo, o Facebook, a maior rede social do planeta, completa 10 anos nesta terça-feira (4). O que começou como um site voltado para alunos da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, se tornou um ponto de encontro para amigos conversarem, compartilharem fotos e vídeos, e até organizarem manifestações.

Veja como o Facebook evoluiu na última década:


2004
O Facebook vai ao ar em 4 de fevereiro com o nome "Thefacebook". O site foi criado por Mark Zuckerberg, de apenas 20 anos, e seus colegas de quarto em Harvard – Dustin Moskovitz, Chris Hughes e o brasileiro Eduardo Saverin – para ser usado por estudantes da universidade.

O sucesso chegou porque o Facebook permitia saber quais dos alunos estavam solteiros ou comprometidos, aumentando a visibilidade do indivíduo na universidade.


2005
Com o sucesso em Harvard, o site se expandiu para outras universidades dos Estados Unidos e de outros países e mudou de nome para "Facebook", como é conhecido até hoje. Em dezembro de 2005, a rede social alcançou 5,5 milhões de membros.

2006
Para aumentar o número de usuários conectados, o Facebook começou a aceitar o cadastro de qualquer pessoa com mais de 13 anos. Ou seja, não era mais necessário estar em uma faculdade.

A quantidade maior de usuários – 12 milhões em 2006 – fez o visual das páginas mudar, adotando uma aparência similar à atual. Foi aí que foi definida a barra azul no topo e as páginas com fundo branco. Também foi criado um "feed" pessoal na página de cada usuário que mostrava tudo o que estava sendo publicado. A mudança ajudou a aumentar ainda mais o número de usuários.



2007
O ano registrou mais de 50 milhões de pessoas conectadas na rede social, que recebia uma "ajuda" da Microsoft. A empresa comprou 1,6% de participação do Facebook. Outra mudança, já de olho em dispositivos móveis, foi permitir o acesso ao site e a publicação e a visualização de imagens publicadas por amigos na rede social por meio do celular.

Aplicativos começaram a ser integrados ao Facebook, o que permitiu a interação com amigos. Assim surgiram jogos como "Farmville", um dos maiores sucessos entre os games na rede social, que permitia compartilhar feitos ou pedir ajuda aos amigos da rede social, e "Mafia Wars". No aplicativo "Tripadvisor", por exemplo, era possível mostrar locais para onde o usuário já tinha viajado para as amizades do Facebook.

2008
Foi neste ano que o Facebook ultrapassou o MySpace e se tornou a rede social com a maior quantidade de usuários do planeta, com 100 milhões de pessoas conectadas em outubro daquele ano.

O site também recebeu uma modificação no design das páginas, no chamado "Novo Facebook" ("The New Facebook", em inglês). O destaque ficou com as abas dentro do mural do usuário que enviava o visitante para área de notícias, fotos, vídeos e páginas curtidas. Foi criada também uma aba lateral para acessar informações mais rapidamente e havia áreas para incluir mais informações pessoais.

Além disso, o Facebook criou a ferramenta de bate-papo, que permitiu que os usuários conversassem em tempo real. Um aplicativo para iPhone também foi lançado no mesmo ano. Até então só era possível entrar no Facebook por meio do navegador do celular e o acesso era lento e com menos opções do que a versão de PC.

Entre os novos idiomas adicionados em 2008 estava o português falado no Brasil.


2009
No ano em que teve lucro pela primeira vez desde o seu lançamento, o Facebook criou o botão curtir, com o ícone do polegar para cima utilizado até hoje.

O site também teve o primeiro game de sucesso, "Farmville". As fazendinhas que exigiam o cuidado dos usuários virou febre com amigos pedindo ajuda para conseguir itens e animais. Isso fez com que houvesse muita poluição nas páginas dos usuários.

Foi lançada a versão "light" do Facebook, o "Facebook Lite". As páginas eram mais simples e tinham como foco usuários com conexões de internet mais lentas. Foi tão impopular que o site foi tirado do ar oito meses após sua estreia.

2010
O Facebook registrou 500 milhões de usuários em julho de 2010, sendo que desses, mais de 100 milhões acessaram a rede social pelos smartphones. A criação da ferramenta de detecção de rostos em fotos aumentou o compartilhamento de imagens. Com ele, foi possível se marcar e marcar amigos, fazendo com que as fotos aparecessem em seus murais.

Outras ferramentas como o "Places", de dar check-in em locais tal qual o Foursquare, e as enquetes foram lançados, mas sem muito sucesso.

O ano também marcou o lançamento do filme "A Rede Social", que conta a história da criação do site por Zuckerberg e todos os problemas e desavenças com os co-criadores da rede.

Houve uma limpeza no visual do site, melhorando alguns dos elementos que confundiam alguns usuários. Foi mantido muito do estilo adotado na mudança de 2008.



2011
No ano em que o Google tentou contra-atacar com a rede social Google+, que não conquistou os internautas, o Facebook lançou a Linha do Tempo (Timeline) nas páginas pessoais dos usuários, que trazia um visual diferenciado, organizava o conteúdo no formato de linha do tempo e que dava destaque às publicações e fotos. Na época, o Facebook armazenava em seus servidores mais de 100 bilhões de imagens dos usuários.

O Brasil foi alvo da empresa em 2011, abrindo escritório local e contatando uma equipe de 16 pessoas.

Em novembro daquele ano alcançou 845 milhões de usuários.



2012
A compra bilionária do aplicativo Instagram foi um dos destaques do Facebook em 2012. A Linha do Tempo se tornou obrigatória, inclusive para páginas de empresas e a rede social começou a adicionar anúncios entre as publicações de amigos no Feed de Notícias. 85% dos US$ 3,7 bilhões que o Facebook arrecadou em 2011 veio da publicidade.

Foi o ano em que o Facebook se tornou empresa pública, abrindo capital no esperado IPO, que avaliou a rede social em mais de US$ 100 bilhões. Mas nos meses seguintes o valor das ações caiu até 40%.

Em outubro de 2012 alcançou 1 bilhão de usuários ativos. Também comprou o aplicativo de imagens Instagram por US$ 1 bilhão.

O game que virou febre foi "Candy Crush" e o aplicativo mais falado foi o "Tinder", de encontros.



2013
O ano foi marcado pelos acessos móveis ao Facebook superando os acessos por meio dos desktops. Isso fez com que Zuckerberg se preocupasse com o investimento de aplicativos móveis para a rede social.

Como dono do aplicativo de imagens Instagram, viu o serviço superar os 100 milhões de usuários mensais. Lançou a função de videos para o "app".

Apresentou o sistema Graph para pesquisas, que permite encontrar conteúdo relevante usando dados de amigos e de outros usuários da rede social. O Graph teve entrar em operação para todos os usuários em 2014.

2014
Continuando com o foco em aplicativos, o Facebook lançou o "Pages", aplicativo para a leitura e compartilhamento de notícias dentro da rede social. O site afirma ter 1,19 bilhão de usuários em todo o mundo.


FONTE: G1.com/Tecnologia
João Alves

João Alves

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.