Últimas Notícias
recent

Veja 6 motivos para ir ao próximo happy hour da empresa

Profissional que participa de encontros informais pode se dar bem:
- É possível ser mais notado por chefe e lembrado para promoções
- Oportunidades podem surgir em almoços, aniversários e happy hours
- Ausência completa pode dificultar a caminhada profissional
- Eventos da empresa devem ser encarados como trabalho fora do trabalho

Final de tarde ou início de noite, o expediente está acabando. Todos vão terminando as tarefas do dia, juntando suas coisas, desligando computadores. De repente, surge aquela pergunta: "E aí, pessoal, vamos tomar alguma coisa?".

Nesse momento, qual é a sua reação: se anima, porque sempre é bom dar uma relaxada, ou pensa na família em casa, no horário que vai levantar no dia seguinte e no cansaço?

Os eventos sociais da empresa, como almoço, festinhas de aniversário e o próprio happy hour devem ser levados a sério, porque muitas oportunidades podem sair daí. Uma maneira de encará-los é como trabalho fora do trabalho, afirma Erica Isomura, especialista em RH do site de empregos Vagas.com.

Nessas reuniões, é possível conhecer melhor os colegas, ser mais notado pelo chefe e, até mesmo, engatar um novo projeto na empresa. Mas elas precisam ser vistas na medida certa. "O erro está em valorizar demais ou desvalorizar. Na carreira, o melhor é sempre o equilíbrio", afirma Isomura.

A ausência completa em tais comemorações pode dificultar a caminhada profissional. "Quando aparece uma oportunidade, ela pode não ser lembrada para concorrer. Pode ser considerada uma pessoa que não é disponível para eventos e que só procura quando precisa", afirma Reny Okuhara, diretora da THGO Plus, consultoria especializada em gestão de pessoas.

Se o profissional é tímido ou não é muito sociável, pode tentar se arriscar um pouco, mas sem exagerar. "Minha dica é tentar se desafiar, sem ferir seus valores. Não precisa ser a pessoa que vai estar lá para agitar a galera", diz Erica Isomura.

"Vá aos poucos tentando conquistar seu espaço, para que a experiência não seja traumática ou mesmo passe vexame. Pessoas tímidas podem tender ao excesso para se mostrar. Já vi irem para outro extremo, bebendo e falando demais", afirma a especialista em RH.

Confira seis motivos para não negar o próximo convite.

Quem aparece é lembrado

Para Reny Okuhara, diretora da THGO Plus, consultoria especializada em gestão de pessoas, participar de tais eventos aumenta a chance de ser lembrado na hora da promoção. "Quem não aparece não é lembrado", afirma.

E ela diz isso por experiência própria. "Sempre participei e organizei eventos de happy hour profissional. Quando eu estava em transição de carreira, foi justamente por eu sempre estar presente nesses eventos que pude contatar com facilidade uma das pessoas que me indicou para uma vaga na empresa em que era sócio, e fui admitida".

Segundo Okuhara, também é importante estar presente na vida dos colegas em boas horas, e não apenas quando precisamos.

Oportunidades surgem

O momento pode ser de descontração, mas nada impede que o trabalho apareça na conversa.

É de um papo informal que podem começar ideias, projetos e oportunidades em geral. "Nessas dinâmicas, muitas decisões começam a ser iniciadas", afirma Erica Isomura.
Conhecimentos são adquiridos

Para Reny Okuhara, participar é uma oportunidade de aprender coisas novas. "Alguém sempre tem alguma boa informação para compartilhar, seja um novo curso, uma reportagem que leu ou algum acontecimento que presenciou", afirma.
Laços ficam mais estreitos

Uma coisa é ver seus colegas e falar com eles durante oito horas por dia dentro do escritório. Outra, bem diferente, é fora dele.

Os eventos sociais permitem que muitas barreiras caiam e a aproximação seja maior, inclusive com chefes.

"É possível conhecer outro lado das pessoas que muitas vezes não é visto no trabalho, além de mostrar o seu próprio lado que não é visto", diz Erica Isomura
Trabalho rende mais

Os efeitos benéficos dos eventos da firma não terminam quando todos pagam a conta do restaurante. Eles podem ser sentidos no dia seguinte, e não apenas no relacionamento com seus colegas, mas na própria prática do trabalho.

Segundo Erica Isomura, durante essas conversas o profissional pode ficar sabendo de procedimentos da empresa que não conhecia, ou ser apresentado a um colega de outro setor, que pode facilitar o seu trabalho diário.

Ou seja, saber quem é o Ademir da contabilidade pode facilitar aquele relatório ou até mesmo lhe salvar de uma enrascada em um futuro próximo.
Resultados são comemorados

Sangue, suor e lágrimas podem fazer parte da rotina em certos momentos do trabalho, mas, quando os resultados são conquistados, devem ser comemorados. É importante ter a sensação de que todo o esforço valeu a pena, e isso inclui relaxar ao lado de colegas.

Para quem gosta dos eventos e festinhas, pode ser o fôlego necessário para iniciar novas conquistas no dia seguinte.

Uol / Economia
João Alves

João Alves

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.