Últimas Notícias
recent

7 situações chatas e frequentes nas redes sociais

Fazer parte de uma rede social é ter de lidar diariamente com imprevistos. Você posta uma opinião, uma notícia ou uma foto e não sabe como aquilo será recebido por sua lista de amigos. De críticas ácidas a observações engraçadinhas ou venenosas, a exposição nos sujeita a todo o tipo de situação embaraçosa ou constrangedora. É possível, porém, lidar com os comentários chatos sem perder a classe ou a paciência.

VOCÊ POSTA QUE COMEÇOU EM UM EMPREGO NOVO E UM MONTE DE GENTE SURGE PEDINDO UMA VAGA

Segundo Ligia Marques, consultora de etiqueta e marketing pessoal, a melhor maneira de lidar é ser sincero. “Diga que por ter acabado de começar na empresa ainda não tem condições de indicar ninguém”, diz. É bom ter em mente que, em geral, estar desempregado é uma condição desesperadora. Um amigo recém-contratado é algo encarado como uma oportunidade. Então, nada de grosserias. “Se você tem intimidade com quem pediu ajuda e quer dar uma resposta reservada, faça isso 'in box'. Escreva com educação, mas seja breve”, fala Ana Luiza Mano, psicóloga do Núcleo de Pesquisas da Psicologia em Informática da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Se puder, mande o e-mail de contato do departamento de recursos humanos da empresa e encerre a conversa.

VOCÊ POSTA A FOTO DE UMA VIAGEM E ALGUÉM IRONIZA OU CONTESTA SUA SITUAÇÃO FINANCEIRA

Antes de responder ou não ao comentário, avalie qual foi a sua intenção ao postar a imagem. “Há pessoas que gostam de compartilhar vivências, mas outras que querem ser objeto da admiração alheia e precisam do olhar do outro para validar tais experiências. Elas desejam um reforço externo à autoestima e por isso se melindram com o que as demais falam ou escrevem”, diz a psicóloga Luciana Ruffo. Para ela, o melhor é ignorar o comentário, porque respondê-lo abre portas para uma discussão sem fim. Se não aguentar ficar sem dizer nada, escreva algo do tipo “viajar não é gasto, é investimento” e fim de papo. Já Valeria Brandini, antropóloga e PhD em ciências da comunicação, lembra que as redes sociais são um instrumento poderoso para atiçar a inveja, mesmo que esse não seja o nosso objetivo. “Daí para despejar a frustração em um comentário maldoso é um pulo. A raiva é um meio de o ser humano colocar para baixo quem incomoda”, afirma.

VOCÊ POSTA UMA FOTO DE TURMA E ALGUÉM LANÇA UMA CANTADA, EM UM COMENTÁRIO, PARA UM AMIGO COMPROMETIDO

O primeiro passo é avaliar se a cantada foi grosseira. Caso tenha sido, melhor remover o post o quanto antes. “Se foi uma paquera leve, com bom humor, agradeça o elogio e diga que a pessoa já tem compromisso”, afirma a consultora em etiqueta e marketing pessoal Ligia Marques. “Depende muito do temperamento dos envolvidos. Se o par do amigo for alguém muito ciumento ou bravo, minha dica é dar um toque 'in box' antes de criar uma cena virtual constrangedora”, diz a psicóloga Luciana Ruffo.

VOCÊ FAZ UM COMENTÁRIO GENÉRICO E ALGUÉM SE OFENDE E INICIA UMA DISCUSSÃO

Em algum momento, alguém vai se ofender com algo. O melhor a fazer é não esticar o assunto. “Diga que sua intenção não foi atingir ninguém, peça desculpas caso alguém tenha se sentido ofendido e encerre a conversa o quanto antes. Continuar vai acabar por danificar sua imagem”, afirma a consultora de etiqueta Ligia Marques. “Outra saída é tirar sarro da situação, postando um meme do tipo qual a necessidade disso?”, diz Felipe Agne, consultor e palestrante de mídias sociais de São Paulo. Para a psicóloga Ana Luiza Mano, uma discussão só será iniciada se você responder. “Lembre-se que a pessoa está comentando uma questão que é dela. Mas, se você responder, ela passa a ser sua também”, diz.

VOCÊ POSTA FOTO DE COMIDA OU DÁ CHECK-IN EM UM RESTAURANTE E ALGUÉM VEM FALAR DA SUA DIETA (OU DA FALTA DELA)

Reaja de forma divertida para quebrar o azedume alheio. Diga que dietas foram feitas para serem quebradas, que a companhia vale driblá-la momentaneamente... “Ou simplesmente remova o comentário. Tem coisas que ninguém merece engolir e fiscal de dieta é uma delas”, diz o consultor e palestrante em mídias sociais Felipe Agne. Para a psicóloga Luciana Ruffo, porém, há muita gente que se deixa atingir por essas críticas em tom de piadinha. “Se você é do tipo que fica mal com isso, mas quer compartilhar sua dieta ou reeducação alimentar, então deve se blindar avisando nos posts, de alguma forma, que está tentando uma mudança na qualidade de vida e aprendendo a lidar com isso”.

VOCÊ DÁ CHECK-IN EM UMA BALADA OU EM UM HAPPY HOUR E ALGUÉM RECLAMA QUE NÃO FOI CONVIDADO

Para a psicóloga Ana Luiza Mano, a dica é seguir a mesma conduta de comportamento da vida real. Se a cobrança não lhe atinge, nem se dê ao trabalho de responder. Mas se você se sente mal e fica se remoendo pela culpa, peça desculpas pelo esquecimento, justifique que o programa aconteceu de última hora... Sua atitude deve refletir o que a pessoa significa para você. De acordo com a psicóloga Luciana Ruffo, as redes sociais contribuíram para o aumento da sensação de exclusão de quem tem mania de achar que a grama do vizinho é sempre mais verde. “As pessoas se ressentem, achando que a vida dos outros é mais divertida e que estão sendo deixadas de lado”, fala.

VOCÊ FAZ UM COMENTÁRIO SOBRE POLÍTICA E RECEBE UMA SARAIVADA DE CRÍTICAS

Pense antes de postar e reflita sobre sua intenção –desabafar, cutucar alguém, convidar à reflexão? E mais: você tem disposição para enfrentar os comentários ou é do tipo que solta a bomba e desativa as notificação para não sofrer incômodos? Porque, em função da polarização política atual, você nunca vai estar do lado certo. “Se reclamar do governo, vem uma torrente de amigos petistas em defesa. Se elogia uma ação do governo, enfrenta uma enxurrada de anti-petistas. É algo chato e que não leva a lugar algum”, diz o consultor em mídias sociais Felipe Agne. Para a antropóloga Valeria Brandini, vivemos um tempo de autocentrismo e intolerância muito grandes. “A questão é que todo mundo quer emitir a sua opinião, mas ninguém quer saber a do outro. Não existe debate, embora as pessoas acreditem no contrário”, fala.

FONTE: Uol / Mulher / Comportamento
João Alves

João Alves

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.