Últimas Notícias
recent

Como The O.C. marcou a sua geração


Nenhuma outra série de televisão retratou tão bem a juventude do início do século 21 como The O.C. (2003–2007). Durante quatro temporadas, o telespectador acompanhou todos os dramas e romances que envolviam Marissa Cooper (Mischa Barton), Ryan Atwood (Ben McKenzie), Seth Cohen (Adam Brody) e Summer Roberts (Rachel Bilson). Este mês, o seriado celebra 10 anos de exibição.


 Para comemorar, o Pop Séries! mostra como o programa marcou a sua geração. Confira:


The OC
Difundiu a música indie. Atualmente, pode até ser moda gostar de bandas antes que elas atinjam o estrelato. Entretanto, no começo da década, esse conceito não tinha a menor importância. Os telespectadores adoravam ouvir suas canções embalando a vida dos protagonistas. A trilha sonora era parte integrante dos episódios e fundamental para moldar os arcos narrativos.
The OC
Popularizou a expressão The O.C.  Se você não nasceu na cidade de Orange County, na Califórnia, você provavelmente não tinha a menor ideia do que essa sigla significava até assistir ao seriado. A família Cohen transformou a abreviatura em um fenômeno global. Por causa do sucesso internacional do programa, a cidade chegou à triplicar seu faturamento com o turismo.
The OC
Inventou o Chrismukkah. (Natanukkah, no Brasil): Na primeira temporada, Seth inventou um feriado que mudaria vidas para sempre. Para as famílias compostas de judeus e católicos, a celebração foi uma revelação. Claro que essa não foi a primeira comemoração conjunta, na história da humanidade, do Natal e do Chanukkah. Entretanto, depois de Seth a festa ganhou um nome. É importante dizer que The O.C. promoveu casamentos inter-religiosos e mostrou que nenhuma das partes precisou abdicar de seus costumes e tradições.
The OC
Ajudou a inaugurar a meta-referência na televisão. Para um seriado teenThe O.C. foi surpreendentemente pós-moderno. A série apresentou muitas referências à cultura pop americana e apresentou cenas de humor autorreferencial. Por diversas vezes, os personagem demonstraram ter consciência de que estavam em uma série de ficção. Em 2003, a técnica era considerada inovadora e Seth a utilizou por meio do showThe Valley e dos HQs Atomic County. Séries de sucesso como Supernatural30 Rock e Arrested Development também usufruem bastante do conceito.
The OC 5
Inspirou a criação de reality shows. Com a popularidade da vida glamorosa de Orange County, a televisão americana decidiu investir em programas que mostraram os verdadeiros habitantes dos condados da Califórnia. Protagonizado por Lauren Conrad, Laguna Beach: The Real Orange County (2004-2006) mostrou o cotidiano de jovens milionários. Além disso, houve a criação da franquia The Real Housewives (2006-) que acompanha a luxuosa vida de mulheres ricas e poderosas. A primeira temporada aconteceu em Orange County e depois foi transportada para as principais cidades dos EUA, como Nova York, Atlanta e Miami.
The OC
Transformou a imagem dos geeks. No início, o protagonista Ryan Atwood era considerado o grande galã da série. Ao longo das temporadas, as pesquisas de aceitação da Fox apontaram a preferência das jovens adolescentes pelo nerd judeu Seth Cohen. O fato do personagem ser extremamente apaixonado pela garota popular Summer Roberts fez com que as meninas tivessem um carinho especial pelo jovem. The O.C.mostrou que um geek também pode ser visto como rapaz sexy e atraente. O ator Adam Brody foi capa das principais revistas teensamericanas e internacionais.
FONTE: PopSéries
João Alves

João Alves

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.