Últimas Notícias
recent

Nomes de novos planetas homenageiam cervejas belgas


Recentemente toda a humanidade discutiu o descobrimento do novo sistema planetário TRAPPIST-1, que tem planetas semelhantes à Terra. O projeto foi realizado principalmente por cientistas belgas da Universidade de Liège.

A agência Sputnik França entrevistou o astrônomo Michael Gillon que falou sobre este projeto belga que permite esperar que nós não estejamos sozinhos no Universo.

O cientista contou que os primeiros planetas foram descobertos no âmbito do projeto TRAPPIST, mas depois, porque os dados eram ambíguos, o grupo de pesquisadores dirigiu um pedido à agência NASA para usar o telescópio espacial Spitzer.

"Assim, a contribuição do telescópio da NASA foi muito grande, mas não foi a NASA quem descobriu o sistema", disse Michael Gillon.

Três dos planetas descobertos ficam na zona habitável, o que significa que eles podem conter grande quantidade de água líquida na sua superfície.

Agora, os cientistas planejam examinar a atmosfera dos planetas usando métodos de espetroscopia. Para isso, no âmbito do projeto, os telescópios SPECULOOS serão posicionados no Chile. Eles serão instalados no deserto de Atacama – o ponto mais seco da Terra – para obter uma melhor qualidade de observação evitando os vapores de água.

Devemos notar que os cientistas deram o nome para seu projeto em homenagem à famosa espécie de cerveja belga trapista. Eles idealizaram o acrônimo TRAPPIST de TRAnsiting Planets and Planetesimals Small Telescope (Pequeno Telescópio para observação de Planetas e Planetesimais).

"As raízes da Bélgica são marcantes neste acrônimo e por isso o projeto se vê simpático", disse o astrônomo.

Existem 11 espécies de cerveja belga, assim há mais planetas para descobrir! (Sputnik Brasil)
João Alves

João Alves

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.